O MELHOR DA TAILÂNDIA – KOH PHI PHI E MAYA BAY – CICLOTURISMO – VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA

TEMPORADA TAILÂNDIA

EPISÓDIO #8

O MELHOR DA TAILÂNDIA – KOH PHI PHI E MAYA BAY – CICLOTURISMO – VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA

Este é o 8 episódio da temporada Tailândia, o 4 país da minha volta ao mundo de bicicleta que já percorre desde 2013, 61 países e 65.000km, até eu ser bloqueado pela pandemia na Colômbia, bem no meio da cordilheira dos Andes. A ideia é voltar para San Jose de Isnos, resgatar minha bicicleta, e dar continuidade a viagem, assim que os números da pandemia melhorar. Neste episódio, minha irmã e eu, convidamos você para fazer um tour e conferir a magia, beleza e encantos de Koh Phi Phi, um paraíso que fica no Oceano Índico, mais precisamente no mar de Andamão. Foi em Koh Phi Phi, nosso destino favorito na Tailândia, na praia de Maya Bay que foi filmado o famoso filme “A Praia”, com Leonardo DiCaprio, (2000). Um lugar mágico, com águas mornas e cristalinas, protegida por penhascos íngremes e mata nativa.

Deixamos nossas bicicletas em Krabi, (cuja suas belezas você pode conhecer no episódio anterior), e seguimos de balsa por 2 horas pelas águas cristalinas do oceano índico até desembarcamos na na Baia de Ton Sai, o coração da ilha de Koh Phi Phi.

Tonsai é a parte mais habitada do arquipélago, onde encontra-se desde hotéis luxuosos até simples pousadinhas, lojas de souvenir, restaurantes sofisticados, comida de rua, barraquinhas de artesanato, estúdio de tatuagens e a maioria das agências de turismo. De dia, Tonsai possui um movimento relativamente tranquilo, principalmente depois da partida da ultima balsa em direção ao continente, mais tarde, os turistas começam a voltar dos passeios, e entopem as vielas do lugarejo em busca de um jantarzinho tranquilo ou de uma festa agitada, que é muito comum por aqui. Saímos parra um passeio para visitar Pileh Lagoon, Bamboo Island, , Loh Samah Bay, Nui Bay e Long Beach, cada prainha mais linda que a outra. Fizemos alguns mergulhos livres, sempre protegidos do mar aberto por paredões rochosos que despencam abruptamente nas águas mornas e cristalinas do mar de Andamão. A nota negativa, fica por conta da falta de cuidados com o meio ambiente e a a fauna local, onde os peixes são atraídos pelos nacos de pães oferecidos pelos guias, com a falta de cuidado com os corais que praticamente se extinguiram nos lugares mais visitados, ou mesmo pelos macacos, que são estimulados a roubar comida fácil dos turistas. Felizmente, essa falta de cuidado e percepção vem mudando. Devido ao turismo descontrolado, o governo decidiu fechar por tempo indeterminado a praia de Maya bay, que esta localizada dentro de uma reserva ambiental. Desde o lançamento do filme, 6 mil pessoas visitam o lugar todos os dias. Hoje, é impossível desembarcar na ilha. A Cynthia e eu demos sorte! Conseguimos visitar a praia mais bonita de nossas vidas, e tivemos a oportunidade única de passar a noite e amanhecer nesse paraíso. Fizemos um tour completo, que passa pela Caverna Viking, esculpida pela erosão da maré, durante milhares de anos, que é famosa pelas pinturas que relatam a presença humana a mais de 2000 anos, e porque serve de abrigo para uma colônia de pássaros cujo os ninhos são erguidos e solidificados com a própria saliva das aves. Os ninhos são uma espécie de iguaria que pode chegar a US$ 2.500 o kg. Seguimos nosso passeio para mais um rápido mergulho em Phi Leh Laggon e chegamos em May Bay perto do por do sol. Meia hora depois, éramos somente 13 turistas e 4 guias naquele paraíso. Ainda tivemos a oportunidade de mergulhar com os plânctons… uma experiência incrível, onde, em cada mergulho ou movimento na água, os plânctons se ativam, lembrando aquelas estrelinhas que surgem no rastro das fadas, tão singela e intensa ao mesmo tempo, que chega a emocionar. Passamos a noite em colchonetes espalhados pelo deck da embarcação. Ao acordar, voltamos a praia para acompanhar o sol surgir e colorir com cores vivas, os maravilhosos paredões que protegem a baia.

A viagem ao redor do globo continua!

Para adquirir um exemplar do livro NORUEGA BY BIKE, mande um e-mail para: atmagalhaesbybike@gmail.com , com o título: LIVRO NORUEGA BY BIKE, com seu nome, endereço de entrega e comprovante de depósito. Dados bancários: Aurélio Tanuri Magalhães CPF: 151.956.888.69 Banco Itaú Agência: 8482 Conta Corrente: 05369 4

A jornada ao redor do globo continua.

DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA. Se inscreva no canal! Curta, compartilhe, comente! Seu envolvimento ajuda a me manter motivado! Para APOIAR o projeto e me dar aquela forcinha, conheça minha campanha de FINANCIAMENTO COLETIVO,: https://apoia.se/dachinaparacasabybike , as recompensas começam a partir de R$ 8 por mês.

Obrigado por me seguir!

Facebook: @aureliomagalhaesbybike

Instagram: @aureliotanurimagalhaes

Blog: http://www.atmagalhaes.wordpress.com

CRUZANDO A PENÍNSULA TAILANDESA ENTRE KOH SAMUI E KRABI – CICLOTURISMO – VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA

TEMPORADA TAILÂNDIA

EPISÓDIO #7

CRUZANDO A PENÍNSULA TAILANDESA ENTRE KOH SAMUI E KRABI – CICLOTURISMO – VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA

Minha irmã Cynthia e eu, levamos 4 dias para cruzar a ondulada Península Tailandesa entre Koh Samui, ilha que fica no Oceano Pacífico, mas precisamente no Mar do Golfo Tailandês, e Krabi, já no Oceano Índico, no Mar de Andamão. Além do relevo, o vento contra e o forte calor dificultaram nosso progresso. Bem menos turístico que o litoral, esse trecho nos coloco em contato mais direto com os locais. Nesta região também me surpreendi com uma parte da população que passou a ser muçulmana, e não mais exclusivamente budista, como vinha acontecendo. Krabi é mais um destino incrível e imperdível para quem quer visitar a Tailândia. Esse paraíso natural exuberante fica a uma hora de voo de Bangkok, caso você não queira vir de bicicleta. Como se não bastasse as praias e ilhas maravilhosas, Krabi é o ponto de partida para visitar as famosas ilhas de Puket e Koh Phi Phi, que você confere aqui, no próximo episódio. A cidade é relativamente pequena, com uma população de aproximadamente 50 mil habitantes, mas não se iluda, você pode achar qualquer tipo de diversão por aqui. A cidade faz jus por estar entre os destinos mais visitados da Tailândia. Uma cidade aberta para todas as tribos, com Bares, restaurantes e hotéis sofisticados para quem possui mais recursos, e pousadinhas simples e hostels, lanchonetes e comida de rua para os mochileiros ou cicloviajantes mais humildes. A Cynthia mais uma vez nos brindou com um ótimo hotel na Praia de Ao Nang, onde descansamos e fizemos a nossa base para conhecer os lugares mais badalados da região, as isoladas praias de Railay e Phra Nang, que só são acessíveis de barco, e o incrível passeio as ilhas da região. Railay é bem tranquila, com resort familiares, ostentando um clima de romantismo, com areias brancas e paredões de calcários que atraem mergulhadores, remadores e escaladores, enquanto Phra Nang é considerada a faixa de areia mais bela do mundo. O passeio as ilhas é de tirar o fôlego! Praias de areias brancas, água verde esmeralda cristalina, falésias, rochedos de calcário, trilhas em meio a mata, lagoa natural, península de areias brancas com praias dos dois lados e muito mais. Um lugar que verdadeiramente vale a pena conhecer. A dica para visitar Krabi e a Tailândia fica por conta da época do ano. Evite as monções, que é uma época com chuvas torrenciais e tempestades de verão. A melhor época para visitar a região é de novembro a fevereiro.

A viagem ao redor do globo continua.

Para adquirir um exemplar do livro NORUEGA BY BIKE, mande um e-mail para: atmagalhaesbybike@gmail.com , com o título: LIVRO NORUEGA BY BIKE, com seu nome, endereço de entrega e comprovante de depósito.

Dados bancários: Aurélio Tanuri Magalhães CPF: 151.956.888.69

Banco Itaú Agência: 8482

Conta Corrente: 05369 4

A jornada ao redor do globo continua. DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Se inscreva no canal! Curta, compartilhe, comente! Seu envolvimento ajuda a me manter motivado!

Para APOIAR o projeto e me dar aquela forcinha, conheça minha campanha de FINANCIAMENTO COLETIVO,: https://apoia.se/dachinaparacasabybike , as recompensas começam a partir de R$ 8 por mês.

Obrigado por me seguir!

Facebook: @aureliomagalhaesbybike

Instagram: @aureliotanurimagalhaes

Blog: http://www.atmagalhaes.wordpress.com

RESERVA ECOLÓGICA ANG THONG NATIONAL PARK – CICLOTURISMO TAILÂNDIA – VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA

TEMPORADA TAILÂNDIA

EPISÓDIO #6

RESERVA ECOLÓGICA ANG THONG NATIONAL PARK – CICLOTURISMO TAILÂNDIA – VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA

Criado em 1980, o Ang Thong National Marine Park é um dos refúgios da natureza mais espetaculares que já estive. Situado no Mar do Golfo da Tailândia, este arquipélago é uma área protegida que possui 42 ilhas, quase todas de calcário, cobertas com vegetação típica de florestas tropicais e muitas prainhas desertas de areia branca, com águas mornas e cristalinas, que vão do turquesa ao esverdeado, dependendo da profundidade. Um lugar ideal para a prática de snorkel entre os corais, mergulho livre, caiaque e curtas caminhadas . Este grupo fascinante de ilhas está distante cerca de 45 minutos da Ko Samui em lancha rápida. Compramos um pacote de dia todo que saiu por aproximadamente 40 dólares , com transfer ida e volta do hostel, lancha e almoço, que estava bem gostoso, apesar de simples. Geograficamente diferente das outras ilhas da região, as ilhas de Ang Thong sobem do mar como paredes de rocha lapidadas dezenas de metros de altura e tem como uma das suas atrações principais a Lagoa Talay Nai, que é toda cercada por grandes muralhas e vegetação exuberante. Além de toda beleza exuberante do lugar, esse passeio chama atenção por ser um dos pontos mais preservados da Tailândia, não só pelo acesso difícil, mas também pela preocupação ambiental em conservar a flora e fauna local, diferente de todos os outros lugares que visitamos até agora no país. Apenas uma das ilhas é habitada e a preocupação com meio ambiente vai desde a proibição de mergulho com nadadeiras, lixeiras espalhadas pela praia e placas explicando as boas condutas. Espero que tenha curtido o vídeo e nos vemos quinta feira que vem!

Para adquirir um exemplar do livro NORUEGA BY BIKE, mande um e-mail para: atmagalhaesbybike@gmail.com , com o título: LIVRO NORUEGA BY BIKE, com seu nome, endereço de entrega e comprovante de depósito. Dados bancários: Aurélio Tanuri Magalhães CPF: 151.956.888.69

Banco Itaú Agência: 8482

Conta Corrente: 05369 4

A jornada ao redor do globo continua. DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Se inscreva no canal! Curta, compartilhe, comente! Seu envolvimento ajuda a me manter motivado! Para APOIAR o projeto e me dar aquela forcinha, conheça minha campanha de FINANCIAMENTO COLETIVO,: https://apoia.se/dachinaparacasabybike , as recompensas começam a partir de R$ 8 por mês.

Obrigado por me seguir!

Facebook: @aureliomagalhaesbybike

Instagram: @aureliotanurimagalhaes

Blog: http://www.atmagalhaes.wordpress.com