AS SURPRESAS DO CAMINHO – CICLOTURISMO TAIWAN – DA CHINA PARA CASA BY BIKE -VOLTA AO MUNDO BICICLETA

TEMPORADA TAIWAN

EPISÓDIO #3

AS SURPRESAS DO CAMINHO – CICLOTURISMO TAIWAN – DA CHINA PARA CASA BY BIKE -VOLTA AO MUNDO BICICLETA

Um dos grandes baratos em viajar de bicicleta, é passar por lugares fora do roteiro turístico, conhecer pessoas comuns, e os hábitos que fazem parte do seu dia a dia.

Taiwan herdou uma forte influência cultural dos chineses que pode ser notada desde o idioma mandarim, passando pela arquitetura, religião e é claro, a gastronomia.

Dongshan, é uma pequena e tranquila cidade na parte central do país com aproximadamente 25 mil habitantes, que possui forte influência rural, onde é possível encontrar pequenos produtores vendendo frutas, legumes, ovos, carnes, verduras e vários tipos de iguarias nas barraquinhas espalhadas na avenida principal. Sem falar no pato, do qual a cidade se orgulha de ser grande produtora. Muita gente do país vem comer o pato de Dongshan.

Na cidade, fiquei mais uma vez com os bombeiros que me trataram muito bem. De cara, fiz amizade com River, o único por ali que falava inglês e o mais empolgado com a minha maneira de viajar. Enquanto tomava banho, ele navegou pelo meu blog e ficou ainda mais entusiasmado ao saber sobre a pegada gastronômica do meu projeto, já que cozinhar também é seu hobby. A identificação foi rápida, e ele me convidou para ficar mais uma noite na cidade para ir ao casamento de uma prima e conhecer o mercado noturno. E é claro que aceitei.

O casamento foi um cerimonial simples, bem parecido com os casamentos no Brasil, com a noiva entrando sobre um tapete estendido, mesas arrumadas, e muita comida e bebida. Nada fora do comum…

O mercado noturno é uma ótima opção para conhecer a típica e diversa gastronomia do país e também se divertir tal qual os locais. River me fez provar duas iguarias marcantes. O “Stink Tofu” , que traduzido do inglês significa “Tofu Fedido”, com um puta cheiro de merda detestável, e a maravilhosa cabeça de pato, do qual seu bico, coisa que nunca imaginei, é sensacional! A carne da cabeça derrete na boca e possui um toque doce delicado, deixando um rastro picante no paladar que só aparece no final e que perdura por um tempo. E o surpreendente bico, com as mesmas características da carne, mas com a crocância de batata frita tipo “pringles”… Rapaz… uma delícia!!!

Segui meu caminho rumo norte sofrendo com os fortes ventos que sopravam direto na minha testa a uma velocidade média de 11m\s.

Cheguei bem cansado em Taichung para passar alguns dias na casa de Jean. Jean é uma simpática taiwanesa que me deixou super a vontade em sua casa. Ela também adora bicicleta e rolou uma amizade gostosa. Cozinhamos, passeamos pela cidade, e fomos visitar seus restaurantes favoritos. Todos muito simples, mas deliciosos.

Também fomos ao Rainbow Village, que é uma antiga vila de ex-militares que lutaram ao lado do ditador Chiang Kai-shek em 1946 na luta contra a o exército chinês. A vila foi convertida em arte de rua por um ex-soldado para salvar o assentamento da demolição, onde vários veteranos e seus familiares passaram grande parte de suas vidas. Hoje, restam apenas 11 casas graças aos estudantes universitários, que conseguiram junto as autoridades, divulgar o projeto que atrai milhares de visitantes todos os anos.

A minha visita em Taiwan já está no final, mas o próximo destino também promete! Nos vemos na Mongólia!

A viagem ao redor do globo continua!

Para adquirir um exemplar do livro NORUEGA BY BIKE, mande um e-mail para: atmagalhaesbybike@gmail.com , com o título: LIVRO NORUEGA BY BIKE, com seu nome, endereço de entrega e comprovante de depósito. Dados bancários: Aurélio Tanuri Magalhães CPF: 151.956.888.69 Banco Itaú Agência: 8482 Conta Corrente: 05369 4

A jornada ao redor do globo continua. DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Se inscreva no canal! Curta, compartilhe, comente! Seu envolvimento ajuda a me manter motivado!

Para APOIAR o projeto e me dar aquela forcinha, conheça minha campanha de FINANCIAMENTO COLETIVO,: https://apoia.se/dachinaparacasabybike , as recompensas começam a partir de R$ 8 por mês.

Obrigado por me seguir!

Facebook: @aureliomagalhaesbybike

Instagram: @aureliotanurimagalhaes

Blog: http://www.atmagalhaes.wordpress.com

A ILHA FORMOSA PARA CICLOTURISMO – TAIWAN – DA CHINA PARA CASA BY BIKE – VOLTA AO MUNDO

TEMPORADA TAIWAN

EPISÓDIO #2

A ILHA FORMOSA PARA CICLOTURISMO – TAIWAN – DA CHINA PARA CASA BY BIKE – VOLTA AO MUNDO

Não é por menos que a Ilha de Taiwan recebeu o apelido de “Formosa” pelos espanhóis na época da colonização. A ilha é maravilhosa e um paraíso para quem gosta de pedalar. Mar, montanhas, vales, lagos, zona rural, um povo incrivelmente hospitaleiro com uma cultura super tradicional e um clima temperado que faz do pedalar, uma agradável experiência. O país praticamente oferece tudo que um cicloturista procura. De planícies à beira mar, e desafiadoras montanhas na parte central, é possível escolher um roteiro de acordo com a sua aptidão física, e fazer um belo passeio. No entanto, mesclar um pouco de praias e montanhas me parece ser a melhor opção. No litoral estão as maiores concentrações urbanas, enquanto no centro da ilha, entre ou à beira das montanhas, o clima é mais rural, e o tempo parece ter outra dimensão, fazendo com que tudo lembre paz e tranquilidade. Cortada pelo trópico de câncer, Taiwan tem um clima temperado ótimo para se pedalar. Plantações de abacaxi, atemóia, pinha, manga, goiaba, cana, tomate, melancia, limão e perfumadas laranjeiras e jardins floridos e coloridos aparecem a cada curva.

Pelas estradas, comida e pontos de apoio é o que não faltam. São muitas cidades e vilas pelo caminho e todos os postos polícias oferecem auxilio para quem viaja de bike. Água, banheiro, bomba de ar, kit de reparos simples e de vez em quando até rola um sofá com internet para dar uma relaxada. Também é possível encontrar muitos templos religiosos na beira das estradas, muitos com banheiros, pátios e boas sombras para fazer um lanche ou descansar.

Taiwan tem um custo de vida relativamente barato. É possível fazer uma boa refeição simples por menos de US$ 3. (Lembro que o dólar em 2015 girava em torno de 3 reais). A hospedagem é o maior custo de uma cicloviagem em Taiwan. Uma cama em quarto compartilhado em um hostel sai por aproximadamente US$ 13. Aproveitando a hospitalidade e a generosidade do povo local, encontrei uma forma de hospedagem muito legal, que ao mesmo tempo reduziu o meu gasto a zero e ainda me colocou em contato direto com o povo local. Minha viajem por Taiwan durou um mês, sendo que mais da metade das noites encontrei acomodação e fui muito bem recebido pelas corporações dos bombeiros. Amigáveis e solidários, sempre arranjavam um lugarzinho para eu passar a noite. As vezes em um quarto só para mim, outras, compartilhando com os soldados ou mesmo disponibilizando um espaço para a minha barraca. Mostrando interesse em minha viagem e na cultura brasileira, mesmo com pouca fluência no inglês, o papo rolava solto com os membros da corporação, me fazendo responder com mímicas e risadas, inúmeras perguntas. Esse carinho era sempre recompensado com um convite para o jantar. E sabendo da minha saga de corporação em corporação, e da veia gastronômica do projeto, rolou até um desafio entre eles para saber onde fui melhor recebido! E essa competição era garantia de um menu caprichado e muitas vezes inusitado e surpreendente. A boa relação com os bombeiros também rendeu algumas surpresas culturais, como foi o caso de um show folclórico em um festival.

A viagem ao redor do globo continua!

Para adquirir um exemplar do livro NORUEGA BY BIKE, mande um e-mail para: atmagalhaesbybike@gmail.com , com o título: LIVRO NORUEGA BY BIKE, com seu nome, endereço de entrega e comprovante de depósito. Dados bancários: Aurélio Tanuri Magalhães CPF: 151.956.888.69 Banco Itaú Agência: 8482 Conta Corrente: 05369 4

A jornada ao redor do globo continua. DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA. Se inscreva no canal! Curta, compartilhe, comente! Seu envolvimento ajuda a me manter motivado!

Para APOIAR o projeto e me dar aquela forcinha, conheça minha campanha de FINANCIAMENTO COLETIVO,: https://apoia.se/dachinaparacasabybike , as recompensas começam a partir de R$ 8 por mês.

Obrigado por me seguir!

Facebook: @aureliomagalhaesbybike

Instagram: @aureliotanurimagalhaes

Blog: http://www.atmagalhaes.wordpress.com

A MAIS BELA ESTRADA DA VIAGEM – CICLOTURISMO TAIWAN – VOLTA AO MUNDO – DA CHINA PARA CASA BY BIKE

TEMPORADA TAIWAN

EPISÓDIO #1

A MAIS BELA ESTRADA DA VIAGEM – CICLOTURISMO TAIWAN – VOLTA AO MUNDO – DA CHINA PARA CASA BY BIKE

Com cerca de 24 milhões de habitantes Taiwan é um país insular que está localizado na Ásia Oriental. Colonizada por portugueses e holandeses em diferentes épocas, pertenceu ao Japão e a China comunista até 1949, herdando forte influência cultural, religiosa e gastronômica que perduram até os dias de hoje. Até 1975 foi governada pelas mãos de ferro do ditador Chinag Kai-Shek, após sua morte, a ilha continuou a ser governada pelo Partido Nacionalista. Apenas em 1990 passou a ser democrática com eleições livres. Com uma agricultura forte, que abastece principalmente o Japão, Taiwan teve um crescimento industrial importante nas últimas décadas, principalmente no setor têxtil e eletrônico, responsável pela melhora da qualidade de vida da população.

Taipei é a capital, o centro político, comercial e cultural de Taiwan e a maior cidade do país com cerca de 3 milhões de habitantes. Seus prédios modernos, contrastam com os templos tradicionais e sua população é acolhedora e está sempre com um sorriso no rosto. Passear pelos templos espalhados pela cidade e visitar seus mercados para experimentar a maravilhosa gastronomia do país, é uma ótima forma de gastar o tempo na cidade, que possui um custo de vida relativamente baixo.

Atenção! É preciso aplicar o visto para conhecer Taiwan.

Todos os anos, no início da temporada de plantio que coincide com o ano novo chinês, ocorre o festival de Balões de Pingxi, o nordeste do país. Segunda a tradição, os festivais tiveram início no ano 220 DC, na época dos 3 Reinos, para transmitir informações militares. No início do século XIX, os balões lançados ao céu já traziam orações e mensagens para seus ancestrais, com pedidos de proteção, prosperidade, um bom casamento, ou simplesmente pedindo uma benção ou informando que tudo estava bem… Os balões lançados ao céu também significam a purificação da alma e simbolizam esperança para o novo ano. Aliás, o Discovery Channel elegeu este festival como a segunda festa de Réveillon do mundo! Independente da fé e do perigo eminente de incêndios, é um espetáculo visual de rara beleza, cuja magia é transformada em esperança e desejo, transcendendo as barreiras culturais, que deixa no coração de todos os visitantes, um misto de felicidade e esperança.

Com vento forte contra e céu nublado, segui em direção ao sul, beirando o lindíssimo litoral, escalando algumas montanhas e tomando muito cuidado com as perigosas estradas que são sinuosas, estreitas e com muito caminhões. Em contra partida as vistas são bem atraentes.

Ainda em fase de adaptação, tive dificuldade em encontrar bons lugares para passar a noite, chegando a acampar no estacionamento de uma delegacia, até que conheci as instalações de bombeiros.

O Taroko National Park é um dos 9 parques nacionais de Taiwam e o maior deles com 92.000 hectares. Localizado nos condados de Haulien e Nantou, o parque é basicamente um desfiladeiro esculpido pelo rio Liwu, abrigando recursos geológicos e naturais únicos, incluindo 27 picos com mais de 3.000 m de altitude, e uma reserva inesgotável de mármore. A estrada nacional n°8 corta o parque de leste a oeste, atravessando a densa cordilheira e oferece por si só, um passeio magnífico. A estrada foi esculpida nas encostas, e se você gosta de viajar de bicicleta, garanto que essa aventura será inesquecível! Escalar as montanhas deste cânion pode não ser fácil, mas te proporcionará vistas incríveis de templos, pontes, túneis e cachoeiras, fazendo valer a pena cada km percorrido. A distância entre as paredes íngremes do cânion é tão estreita que foi batizada de “fio para o céu”, pelos chineses, e ali as nuvens parecem correr mais depressa. Sem dúvida, essa é uma das estradas mais bonitas dos 65.000 km que percorri até agora!

A viagem ao redor do globo continua!

Para adquirir um exemplar do livro NORUEGA BY BIKE, mande um e-mail para: atmagalhaesbybike@gmail.com , com o título: LIVRO NORUEGA BY BIKE, com seu nome, endereço de entrega e comprovante de depósito. Dados bancários: Aurélio Tanuri Magalhães CPF: 151.956.888.69 Banco Itaú Agência: 8482 Conta Corrente: 05369 4

A jornada ao redor do globo continua. DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Se inscreva no canal! Curta, compartilhe, comente! Seu envolvimento ajuda a me manter motivado!

Para APOIAR o projeto e me dar aquela forcinha, conheça minha campanha de FINANCIAMENTO COLETIVO,: https://apoia.se/dachinaparacasabybike , as recompensas começam a partir de R$ 8 por mês.

Obrigado por me seguir!

Facebook: @aureliomagalhaesbybike

Instagram: @aureliotanurimagalhaes

Blog: http://www.atmagalhaes.wordpress.com