Matei a saudade de cozinhar!

Hoje encontrei um monte de brasileiros. Eles trabalham em um navio que esta ancorado aqui. Conversei rapidamente com alguns grupos que passeavam pela cidade.
Fui passear com a La Macchina para testar o joelho. Ainda esta bem dolorido. Vou continuar tomando antiinflamatório.

Barco ancorado em Bergen


Bergen

Por do sol em Bergen


Voltei para o albergue com um saco de mexilhões. Comprei no mercado de peixes. Fiz ao creme, com cebola, salsa, alho, pimenta do reino e pimentão vermelho.

Cozinhando no albergue em Bergen


Mexilhão ao creme... Albergue em Bergen

Could finally cook…I was missing it !

Today I met a lot of Brazilians. They are working on board a ship that is anchored here. I talked a little bit with some of the groups that were strolling around the city.
I rode La Macchina around town to test my knee. It is still hurting a lot. I will keep on taking the anti-inflammatory pills.
I got back to the hostel carrying a bag of mussel. I bough them at the fish market to make a cream with onions, parsley, garlic, black pepper and bell pepper.

Deliciosa carne de rena

Roald se revelou um cara muito simpático e solidário. Fanático por aventuras já viajou para vários lugares do mundo. Esteve na Antártica, Nepal, Aconcagua e em muitos outros lugares.
Fizemos um passeio até o Monte Ulriken que possui 643m de altitude. A vista da cidade é fenomenal!

Vista do Monte Ulriken - Bergen


Roald me levou a uma oficina para fazer alguns reparos na La Macchina. Troquei as catracas, a corrente e as pastilhas de freios. O desgaste é muito grande com o peso adicional e as subidas e descidas.

Primeira revisão


No final do dia jantamos em um restaurante delicioso. Provei a tradicional sopa de peixes e frutos do mar, e a exótica carne de Rena.

Tradicional sopa de peixe - fiskesuppe

Carnede rena

Posso dizer que comi um veadinho? Vai ter São Paulino achando ruim… Posso até ver a cara deles!!! hahahah
É Rena! Não se zanguem!
Deixo aqui meus agradecimentos ao Roald!

Jantar e bate papo agradável com Roald.

Delicious reindeer meet

Roald proved to be a very nice and friendly person. Fanatic for adventures, he has already travelled around several places in the world. He has been to Antarctica, Nepal, Aconcagua and many other places.
We went for a ride on Ulriken Mountain that is 643m high. The city view is phenomenal!
Roald took me to a garage to make some repairs in La Macchina. I changed the ratchet, chains and break pads. There is a big waste because of the extra weight and the up and down pedaling.
At the end of the day we had dinner at a delicious restaurant. I tasted the traditional fish and seafood soup, and the exotic Reindeer meet.
Wiil I be able to say I ate deer’s meet?” In Portuguese it may mean something completely different “I had sex with someone gay”. And we also call people from other soccer team as “deers or gays” so I can get into trouble when I say so!!! They will get shocked!!! hahahah
It’s just Reindeer ! Don’t bother!
I trully thank Roald again for the delicious dinner!

Na Cozinha com Helmer

Ontem, logo quando cheguei à casa de Lili, senti falta da bandeira do Brasil que carrego em meu trailer. Fiquei desamparado e imediatamente resolvi voltar para procurá-la. Desconectei o trailer, tirei os alforjes e meti o pé!
Estava me sentindo péssimo! A bandeira do Brasil porra! Parecia que tinha perdido parte do meu corpo. Um vazio tomou conta dos meus pensamentos e decidi não voltar enquanto não resgatasse a bandeira. Pedalei o mais rápido possível e encontrei-a cerca de 5 km depois. O vento forte quebrou o mastro. Fiquei aliviado! Quase chorei quando a vi no chão.
Depois de um delicioso café da manhã e bate papo na casa de Lili, rumei para Sandnes.
Dei uma volta pelo centro da cidade e fui para casa de Helmer. Ele havia deixado a chave comigo.

Sandnes


Foto do meu capacete em Sandnes


Tomei banho e quando ele chegou do trabalho fomos ao mercado para comprar os ingredientes para preparar a “Especialidade da Leonora”. Um dos seus pratos prediletos que possui o nome da avó de Celma. Uma receita tradicional da família que leva purê de batatas, carne moída, cebola, azeitonas, pimentão e queijo gratinado.

Helmer com a mão na massa...


Especialidade da Eleonora


Plataforma de petróleo em Sandnes


De sobremesa tomamos sorvete com calda de “cloudberry”, uma espécie de erva silvestre que só é encontrada no norte do hemisfério norte. Sensacional!

Cloudberry

In the kitchen with Helmer

Yesterday, right when I got to Lili’s house, I missed the flag of Brazil which I was carrying in my trailer. I got real sad and immediately decided to go back and look for it. I detached the trailer, took off the saddle bags, and speeded up!
I was feeling terrible! The flag of Brazil, my Lord! It seemed as if I had lost part of my body. I felt an emptiness in my mind and I decided not to return before rescuing my flag. I pedaled the fastest I could and I found it about 3 miles ahead. The strong wind broke the pole. I was relieved! I almost cried when I saw it on the ground.
After a delicious breakfast and chatting at Lili’s place, I headed to Sandnes.
I took a ride around the town and went to Helmer’s house. He had left the key with me.
I took a bath and when he arrived from work, we went to the market to buy the ingredients to prepare “Leonora’s specialty”. One of his favorite dishes named after Celma’s grandmother. A traditional family recipe with mashed potatoes, ground beef, onion, olives, bell pepper, and cheese gratin.
For dessert we had ice cream with “cloud berry” syrup, kind of wild berry only found in the northern hemisphere.
Sensational!

Nada como comer bem!!!

Helmer me apanhou no hotel por volta das 10h para fazer um tour na região. Helmer é uma enciclopédia! Me deu aulas sobre a cultura norueguesa. Em todas as atrações que fomos Helmer discorreu sobre o tema com autoridade de um historiador.

Casa de fazenda de 350 d.C


Contraste do antigo e moderno


Cultura Viking


Monastério


Depois de conhecer vários lugares almoçamos uma deliciosa perna de cordeiro em um restaurante a beira-mar. Já estava sentindo falta de uma carne vermelha.

Perna de cordeiro


Almoço com Helmer


Helmer me levou de volta ao hotel onde peguei minhas coisas e segui viagem para Kleppe, onde encontrei Lili, que é brasileira casada com Vidar que é norueguês. O casal tem um filho que se chama Daniel que é muito fofo. Bochechudo!!! Uma graça!

Família Lura


Jantamos Komle, uma espécie de bolo de batatas e farinha recheado com carne de porco. Uma delicia! Para acompanhar, cenouras cozidas, salsichas e bisteca defumada. Curiosamente bebe-se leite para acompanhar.

"Kolme"


Bisteca defumada e salsicha

There’s nothing better than eating well!!!

Helmer picked me up at the hotel at around 10am to go for a tour around the region. Helmer is like an encyclopedia! He gave me lessons about the Norwegian Culture. Everywhere we went Helmer would give a lecture about the place as if he were an Historian.
After visiting several places we had a delicious lamb leg for lunch in a restaurant by the sea. I was already missing red meet.
Helmer took me back to the hotel, I took my things and went to Kleppe, where I met Lili, who is Brazilian and married to Vidar who is Norwegian. The couple has a very cutie round cheeked-son called Daniel!!! Very sweaty!!!!
We had Komle, a kind of a potato cake with flour stuffed with pork meet. Delicious! Cooked carrots, sausage and smoked T-bone to accompany. It is oddly served with milk.

Ótima companhia, almoço maravilhoso

Depois de um delicioso café da manhã fui conhecer as terras de Svein que oferece lindas vistas.

Vista das terras de Svein


Logo em seguida, arrumei minhas coisas e segui em direção a Egersund para encontrar o Helmer que é marido da Celma que é Vice Cônsul Honorária do Brasil em Stavanger. Ele veio de Sandnes para me encontrar. A Celma esta no Brasil.

Almoço com Helmer


Almoçamos juntos e conversamos bastante. Helmer me deu uma aula de história sobre a região enquanto eu comia um delicioso bacalhau fresco com legumes.

Bacalhau fresco... delícia!


Ficamos de nos encontrar amanhã para um passeio.
Helmer se foi e segui pedalando na estrada 44 em direção a Stavanger. Com vento a favor em um terreno plano, consegui desenvolver boa velocidade. Parei em Bryne, cerca de 53 km de Egersund.

Na estrada 44


Foto pedalando

Wonderful company, delicious lunch

After a delicious breakfast we went out to visit Sveins’ land with its beautiful views.
Right after, packing my things, I went to Egersund to meet Helmer who is Celma’s husband. Celma is the Honorary Vice Consul of Brazil in Stavanger. He came from Sandness to meet me. Celma is in Brazil.
We had lunch together and talked a lot. Helmer gave me a lesson of the history of the region while I had a delicious fresh codfish with vegetables.
We set an appointment for the next day to go for a ride.
Helmer went away and I pedaled on the road for about 27 miles in the direction to Stavanger. With the wind in my favor, pedaling on a flat ground, I could develop a good speed. I stopped in Byrne, around 33 miles from Egersund.

Rakfisk: peixe cru fermentado

Rakfisk: peixe cru fermentado


Rakfisk (norueguês: peixe empapado) é um prato típico norueguês feito com truta salgada e fermentada por dois ou três meses, e comida sem cozimento. O Rakfisk normalmente é servido cortado como um filé, servido com cebola vermelha crua, lefse (uma espécie de pão sírio norueguês), creme azedo e batatas-amêndoa. Algumas vezes, é servida com molho de mostarda. Não é indicado para pessoas com baixa imunidade ou para mulheres grávidas.
O prato é relacionado ao surströmming sueco (conhecido como peixe podre escandinavo), e provavelmente possui a mesma origem na cultura escandinava. O primeiro registro do termo rakfisk foi em 1348, mas provavelmente esse alimento é ainda mais antigo.

Eu adoro Escondidinho!

Este é um prato que eu adoro! Assim como a carne seca, o bacalhau combina muito bem!

Escondidinho de bacalhau

ESCONDIDINHO DE BACALHAU

Rendimento: 8 porções

Tempo de preparo: aproximadamente 1 hora

Grau de dificuldade: Fácil

 

INGREDIENTES PARA RECHEIO:

600 g de bacalhau tipo Saithe, ling ou Zarbo, desfiado e dessalgado ( veja como dessalgar na Categoria “receitas e dicas” no Post “Bacalhau da Noruega: receitas e dicas”);

2 cebolas média picada;

4 dentes de alho;

4 colheres de sopa de azeite de oliva;

Pimentas dedo de moça sem sementes picada a gosto;

½ xícara de chá de extrato de tomate;

1 maço de salsa picada;

250 g de queijo meia-cura ralado;

50 g de farinha de rosca;

Sal quanto baste.

INGREDIENTES PERA PURÊ:

1 ½ de mandioca;

2 colheres de sopa de manteiga;

250 ml de leite de coco;

600 ml de leite;

Sal quanto baste.

PREPARO DO PURÊ: Esprema a mandioca já cozida e volte ao fogo. Acrescente a manteiga, o leite de coco e o leite.  Corrija o sal e reserve.

PREPARO DO RECHEIO: Doure a cebola, alho e a pimenta dedo de moça no azeite e refogue o bacalhau. Misture o extrato de tomate, refogue por 8 minutos em fogo baixo.  Junte a salsa.

MONTAGEM: Unte com a manteiga um refratário e cubra com a metade do purê. Acrescente o recheio e cubra com o restante do purê. Cubra com a mistura de farinha de rosca e queijo meia-cura ralado e leve ao forno médio para gratinar por 30 minutos ou até dourar.