Que pressa é essa?

Não deu para os meus amigos franceses Florian e Vincent! Eles não se recuperaram da crise de vômitos e febre e decidiram por ficar descansando mais um dia. Já eu tive mais sorte! Embora não me sentindo 100%, acordei disposto em seguir o meu plano: chegar em Atenas no dia 13.

IMG_1056

Gjirokaster – Albânia

Desejei boa sorte aos meus amigos e meti o pé na estrada! 523 km me separavam de Atenas. Era preciso fazer uma média de 90 km por dia para cumprir o planejado. Teria pela frente fortes ventos, longas montanhas e todos os imprevistos que as curvas escondem nas viagens de bike. Para piorar, nesta época do ano os dias são curtos e lá no alto das montanhas era preciso achar um lugar aquecido para passar as noites. Com isso, as vezes se gasta um tempo precioso! Minhas pesquisas indicavam noites de – 4°C.

Mesmo assim sai decidido! Logo depois de 2 horas de pedal, cheguei na fronteira entre a Albânia e Grécia. Carimbo no passaporte! 30° país do Projeto da China para Casa by Bike! A recompensa foi saber que o fuso horário mudou e teria uma hora a mais de luz por dia para pedalar. Mas havia algo errado!

10 km depois, fui obrigado a fazer uma parada estratégica em um matinho na beira da estrada. Foi uma limpeza geral e a partir daquele momento, não senti mais nada! Estava confiante novamente! Zerado! Mas continuei com os cuidados com hidratação e alimentação.

IMG_5773

Próximo a Ioannina – Grécia.

Sabia que os 3 primeiros dias eram os mais duros em relação a altimetria e tempo ruim. Mas não quis nem saber! Pedalei com muita pressa! Atropelei algumas atrações interessantes e engoli a seco os conflitos entre a necessidade e o desejo de seguir em frente e a vontade de parar e conhecer melhor alguns lugares e pessoas. Sempre quando deu, ao invés de montar a barraca, dormi na rede. Assim, o tempo gasto para levantar acampamento foi bem mais curto!

IMG_5778

Cômodo de uma casa abandonada que serviu de abrigo para a minha rede. Menidi – Grécia

 

IMG_5804

Dormindo na rede na beira da praia. Grécia

Depois que passeio pelas montanhas e cheguei ao litoral novamente, o vento soprou a favor e o relevo deu uma boa amainada! Ali tive a certeza que só mesmo uma tragédia me impediria de alcançar meu objetivo. Consegui até sentir o cheiro cítrico dos limoeiros e laranjeiras carregadas e não me importei em pedalar alguns quilômetros no escuro para curtir o pôr do sol.

IMG_1060

Limoeiro Siciliano – Grécia

 

IMG_5794

Linda ponte entre Rio e Antirrio – Grécia

 

IMG_5798

Colorido pôr do sol – Grécia

IMG_1064

O vento penteando o meu cabelo no litoral da Grécia.

Aí, você pode estar se perguntando: Para que essa pressa toda?

É que agora meu amigo, peço a sua licença, pois vou me ausentar até o início de fevereiro. Por que?

Só pra ver o meu amor!

Albânia: Depois da festa de ano novo, um difícil recomeço.

O ano começou!

Depois de passar o ano novo em festa com a mesma galera do natal, cada um foi para o seu lado! Eu, juntamente com os francceses Florian e Vincent, seguimos rumo sul, em direção a Grécia.

Foto oficial do ano novo: Paula, Vinent, Kiara, Florian, Hanna, Eric, Larissa, Eu, Marc e Renam.

Foto oficial do ano novo: Paula, Vinent, Kiara, Florian, Hanna, Eric, Larissa, Eu, Marc e Renam.

Apesar de ser um país montanhoso, pedalamos em estradas planas, com pouco tráfego, vento empurrando e temperatura entre 10 e 15°C. Quase nada para ver! Nos divertimos apenas com piadas e brincadeiras entre nós e com o comércio à beira da estrada. Peru, gado, peixe, frango, porco, azeitonas, azeite, mel, laranjas, mexericas, batata, alho, cebola e tudo o mais… Pequenos produtores tentando desovar suas mercadorias paras as festas de final de ano. Com características rurais, a Albânia é um dos países mais pobres da Europa, e quase 50% dos 3 milhões de albaneses vivem no campo.

 

Açougueiro trabalhando uma reis à beira da estrada.

Açougueiro limpando uma reis à beira da estrada.

 

Criador de peru, Albânia.

Criador de peru, Albânia.

 

Trabalhador rural albanês.

Trabalhador rural albanês.

 

Mulher albanesa.

Mulher albanesa.

 

Uma pausa para um delicioso aqui albanês.

Uma pausa para um delicioso caqui albanês.

Nos últimos 3 dias choveu. Usamos a estratégia de fazer poucas paradas e a nossa preocupação maior foi arrumar um lugar para acampar que nos desse condições de secar as roupas. Nem sempre conseguimos, já que a umidade do ar está muito alta. Sair do saco de dormir quentinho e vestir as roupas molhadas em um frio de 5°C não é fácil meu amigo!!!

Quase sem novidades, seguíamos nosso caminho tranquilamente até que ouço um barulho. Florian caiu da bike! Ele caiu no desnível entre a estrada e o acostamento, e ao tentar retornar para a estrada o pneu escorregou. Um carro que nos ultrapassava passou muito perto dele. Um susto que serviu para redobrar a atenção. Mas felizmente nada de mais grave. Florian também protagonizou o episódio mais crítico dos últimos 3 dias. Hoje, seu trailer quebrou. Ficamos na estrada por quase 3 horas, mas no final, com uma gambiarra, um mecânico conseguiu resolver o problema provisoriamente.

Meus amigos franceses Vincent e Florian colocando as coisas para sear depois de uma noite de muita uva na Albânia.

Meus amigos franceses Vincent e Florian colocando as coisas para secar depois de uma noite de muita chuva na Albânia.

Hoje começamos a escalar uma grande montanha e a temperatura começa a despencar à medida que ganhamos altitude. No geral a subida é longa e amena, com apenas alguns trechos curtos mais íngremes. No entanto são cerca de 200 km em um ondulado progressivo.

Agora estamos no quarto de um hotel em Gjirokaster, cerca de 30 km da fronteira com a Grécia. O quadro não é nada animador. Nenhum de nós está 100%. Minha barriga ronca, dando sinais de que algo está errado. Meus amigos Florian e Vincent estão febris e já vomitaram. Muito provavelmente água contaminada ou comida estragada. Também não descartamos uma virose.

Termino esse post apreensivo, pois não sei como será o dia de amanhã. É hora de descansar e ficar atento aos sintomas…

Não desse da garupa! Em breve, novidades!

Que 2016 seja o melhor ano das nossas vidas!

Esse é sempre o meu desejo!

IMG_0930

Que o ano que se inicia seja positivamente inesquecível, e que você encontre força e coragem para seguir em busca de seus sonhos. Que tenha saúde para viver a sua própria história e sabedoria para decidir o que é melhor para você! Que faça dos erros, aprendizados! E mais do que tudo, que você descubra em cada dia, uma nova oportunidade de ser feliz!

Muito obrigado pelo carinho e apoio! Continuem na garupa e não percam por esperar!!! 2016 promete roteiros e histórias incríveis!