Já comeu cabeça de pato? Acredita que o bico é a melhor parte?

 

Um dos grandes baratos de viajar de bicicleta é passar por lugares fora do roteiro turístico, conhecer pessoas comuns, e as coisas que fazem parte do seu dia a dia. A gastronomia de Dongshan- Taiwan é muito simples, mas me revelou uma grande surpresa, cabeça de pato. Você já provou?

Já era fim de tarde quando cheguei em Dongshan District, pequena cidade de 23.000 habitantes na parte central de Taiwan. Uma feira ao longo da estrada que corta a cidade, que naquele trecho parece uma avenida, já sinalizava a forte influência rural. Pequenos produtores vendendo frutas, verduras, legumes, ovos, carne e muitos tipos de iguarias. As barraquinhas tomando boa parte da estrada, ou avenida, e as pessoas circulando, faziam os carros diminuir a velocidade, em um clima tranquilo, com um ventinho gostoso e muita sombra, já que o sol já se aproximava da linha do horizonte.

Feira de rua em Dongshan - Taiwan.

Feira de rua em Dongshan – Taiwan.

Antes de ir ao corpo de bombeiros para pedir alojamento, comi um milho verde e um delicioso melão. Experimentei também uma espécie de panqueca com sorvete, coentro, e paçoca ralada que é uma delícia. Minha bike encostada em uma mureta chamava atenção de todos que passavam, enquanto eu, sentado em uma deliciosa sombra, curtia o movimento e me deliciava com as guloseimas. Tinha muita coisa diferente, e quase todas as barraquinhas tinha fila de pessoas aguardando a vez para se deliciar.

Vendedora na feira de rua em Dongshan - Taiwan

Vendedora na feira de rua em Dongshan – Taiwan

No corpo de bombeiros fui muito bem recebido por todos. Ganhei um quarto só para mim, com ventilador e banheiro. River, era o único que falava inglês e o mais empolgado com a minha maneira de viajar. Enquanto tomava banho, ele navegou pelo meu blog e ficou ainda mais entusiasmado ao saber sobre a pegada gastronômica do meu projeto. Me contou que também gostava de cozinhar e que a cidade é grande produtora de patos e que muita gente de outras cidades vem comer o pato de Dongshan. Ele contou que as partes nobres do animal são vendidas enquanto que os produtores ficavam com as partes menos, digamos, atrativas, como miúdos, pés e cabeças. Aquela mesma relação de escravos e feijoada, manja?

Eu e River no corpo de bombeiros em Dongshan - Taiwan.

Eu e River no corpo de bombeiros em Dongshan – Taiwan.

Pois é!? Acabaram inventando uma maneira única de se preparar essas partes do pato e a cidade ficou famosa por isso. E é claro que aceitei o convite para experimentar.

Meia hora depois, dentro de um saquinho plástico, chegaram meia dúzia de cabeças de pato, alguns pés e algumas moelas.

Comecei pela moela. Me parecia mais familiar e eu adoro! Realmente uma delícia! Textura que conhecemos e um toque doce delicado, deixando um rastro picante que só aparece no final e permanece na boca. Muito bom mesmo!

Aí me pediram para deixar a cabeça para o final e me deram um pé!

Rapaz, eu gosto de pé, mas com a cabeça ali me chamando, não fiz muita questão de ir fundo e depois de duas bocadinhas dispensei e fui para a cabeça, que me parecia muito mais apetitosa! Só para relatar, o pé de pato é pior que o de galinha, a pouca pele e as membranas entre os dedos são mais rígidas.

Peguei a cabeça pelo bico sequinho (pensei: não vou sujar os dedos)… e comecei a destrinchar a parte oposta. Uma carne macia e deliciosa, derretendo na boca com as mesma característica doce e apimentada da moela… rapaz… que delícia! As partes iam se desfazendo na minha boca! Até o miolo (cérebro) eu comi com a boca cheia! Os ossos do pequeno crânio se destacavam com facilidade até que restou apenas o bico em minha mão… No instante que dispensei o bico no lixo já com o olho na outra cabeça, um sonoro NÃO, gritado por todos me assustou… O que foi que eu fiz? Não o quê? Vocês falaram que eu poderia comer todas!!!

_ O bico é a melhor parte!!!

Como assim?? É seco, duro, não tem carne!

Eu não poderia acreditar que o bico era comestível! Nunca passou pela minha cabeça comer o bico “duro” de um pato cheio de penas ( tentando achar uma justificativa) kkk! Pensei… o pé ainda vai… mas o bico!? Quem comeria?

Cabeça, pé e moela de pato em Dongshan - Taiwan

Cabeça, pé e moela de pato em Dongshan – Taiwan

Desconfiado, peguei a outra cabeça e mudei a estratégia (vou começar com o bico então…). Todos me olhando… e eu desconfiado destaquei o bico da cabeça. Aproveitei uma pequena fenda perto do buraco de uma das narinas e parti um pedaço… Opa! Não é duro como eu pensava… levei até boca… todos me olhando… um “crec” emanou da minha boca seguido por vários outros “crecs”… o meu olhar de desconfiança foi se transformando em um sorriso satisfeito e surpreso! Bicho, que delícia! Impressionante!!! O bico de pato é bom pra caramba!!! (E não tem penas, kkk). Crocante, como uma batata frita (elma ships), com a crocância um pouco mais prolongada… e o mesmo toque doce.

Um cabeça brilhante e uma cabeça de pato... kkkk Dongshan - Taiwan

Um cabeça brilhante e uma cabeça de pato… kkkk Dongshan – Taiwan

Vivendo e aprendendo! Eu nunca imaginei que o bico de pato fosse comestível, e muito menos que poderia ser tão bom!! E você, sabia? Legal, não é mesmo? Não desce da garupa que tem muito mais ainda por vir! A minha visita em Taiwan já está no final, mas o meu próximo destino também promete! Aguarde as novidades!!!

 

 

8 comentários em “Já comeu cabeça de pato? Acredita que o bico é a melhor parte?

  1. Sueli disse:

    Vou responder com a frase que meu filho fala para mim de vez em quando: -“que nojo” kkk! Bjs e ótimo estômago!

  2. nonatanuri@hotmail.com disse:

    QUEM DIRIA HEM! SEU AVÔ CRIADOR DE PATOS FICOU SEM SABER DISSO RSRSRSRSRSR BJS SAUDADE

  3. […] pesquisador de culinária, experimentou de tudo pela Ásia. até cabeça de pato e de […]

  4. Adriano disse:

    Como que prepara ?? Pega a receita e posta aqui no Blog!🙂

    • atmagalhaes disse:

      Olá Adriano, tudo bem?
      Essa e outras receitas você encontrará no lançamento do meu próximo livro. Aliás, se tiver interessado em receitas e viagem de bike recomendo o meu livro Noruega bY Bike. Além de um completo relato de viagem de bike, o livro esta recheado de receitas. Da uma olhada: http://aureliomagalhaes.com.br/portal/livros
      Além de uma ótima leitura, adquirindo o livro, vc ainda dá uma forcinha para eu continuar o Projeto Da China Para Casa By Bike.
      Muito obrigado pela visita! Espero ver vc aqui novamente!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s