A incrível hospitalidade dos coreanos

Estou impressionado com a hospitalidade e solidariedade dos coreanos. A cada dia uma surpresa diferente e já posso afirmar que seu povo é o que o país tem de melhor!

Ainda em Seul conheci Jinwon Choi. Ele abriu mão do sábado com a família para me dar apoio em busca de uma bicicletaria, me levou para jantar e ainda me apresentou o Jjimjilbag, o tal SPA, super apreciado pelos coreanos. Tivemos tempo de bater um longo papo! Daqueles de amigo de longa data, sabe como é?! Parecia que nos conhecíamos a muito tempo, e com certeza fizemos uma amizade para sempre.

IMG_2179

Eu e Jinwon Choi em típico restaurante coreano em Seul.

 

Depois foi a vez de encontrar no final do meu primeiro dia de pedal na Coréia do Sul três garotos que me ajudaram a encontrar um Jjimjilbang. Nos encontramos na ciclovia e curiosos ao ver minha bicicleta super carregada começamos a conversar. Com um plano modesto de viajar por um dia até Yangpyonggun, lugar onde nos encontramos, os garotos ficaram empolgados com a minha história. Era domingo e o único Jjimjilbang da cidade estava fechado. Determinados em não me deixar na mão, fomos em duas igrejas que negaram a investida de me dar abrigo. Embora muito cansados, não mediram esforços em me guiar até a cidade vizinha e só se deram por satisfeito depois que a recepcionista do Jjimjilbang arrumou um lugar seguro para minha bicicleta e alforjes. Eles realmente estavam bem cansados, pois um deles não conseguiu acompanhar o nosso ritmo em uma subida e ficou aguardando seus amigos voltarem. Ficamos apenas uma hora juntos. Infelizmente não consegui gravar os nomes. Mas pela feição dos garotos acho que eles ficaram tão felizes quanto eu!

IMG_2188

Ajuda muito bem vinda em Yangpyonggun – Coréia do Sul.

 

No segundo dia de pedal encontrei 5 amigos na ciclovia. Quatro rapazes e uma garota que era a única que falava um pouco de inglês. Mesmo muito mais rápidos do que eu, pois viajavam apenas com uma pequena mochila nas costas, faziam questão de me esperar a cada bifurcação, mesmo eu mostrando meu GPS. Simpáticos e sorridentes, mas sobre tudo curiosos, me pagaram o almoço e pedalamos juntos até que um deles começou a sentir o joelho. Expliquei a minha pressa, pois tinha que encontrar Kim, membro do warm showers, e segui em frente, pois já estava bem atrasado e Kim me esperava em um ponto da estrada exposto ao frio. Foi uma despedida rápida, e não lembramos de trocar os telefones. Deixei o meu cartão em um centro de certificado da ciclovia, passagem obrigatória para colher um carimbo no passaporte, que totalmente carimbado, dá direito a um certificado e uma medalha de conclusão, e fiquei torcendo para eles encontrarem. Dois dias depois me ligaram. Pelo que entendi, um outro grupo achou o meu cartão e coincidentemente se encontraram em um Jjimjilbang. Vou saber detalhes desta história daqui uns dias, pois prometemos de nos reencontrar em Busan.

Eu e os garotos coreanos em uma rápida parada para lanche.

Eu e os garotos coreanos em uma rápida parada para lanche.

A minha primeira experiência com warm showers por aqui foi sensacional!

Kim Jun Young pedalou 11.000 km pelos EUA e 10 países da Europa, e fez de tudo para retribuir o carinho que recebeu por lá. Eu fui seu primeiro hóspede do warm showers e só posso dizer que estou muito agradecido pelo carinho que recebi dele e de seus pais. Dedicado em querer ajudar de todas as formas, não poupou esforços para buscar informações, me deu dicas valiosas e conseguiu depois de muito trabalho, desenhar a rota até Busan em meu GPS. Me levou para um city tour na região, e me apresentou deliciosos pratos típicos. O Sr. e a Sra. Kim, pareciam viver dentro de casa as histórias do filho durante sua dura jornada. Simpáticos, hospitaleiros e com um sorriso que deixava claro a felicidade em retribuir o carinho que o filho recebeu do outro lado do mundo. A casa dos Kims foi mais um daqueles lugares que eu fui embora querendo ficar mais.

Família Kim. Chungju - Coréia do Sul

Família Kim. Chungju – Coréia do Sul

IMG_8369

Kim Jun Young preparando um típico prato sul coreano.

 

Passeio na região gelada de Chungju, Coréia do Sul.

Passeio na região gelada de Chungju, Coréia do Sul.

Depois foi a vez de encontrar um trio de garotos coreanos, Jaekang, Keanha e Minbum, que também estão pedalando até Busan. Nos encontramos já perto de anoitecer e pedalamos no escuro por quase 20 km em busca de um Jjimjilbag. Nessa altura já havíamos pedalados perto de 100 km e o frio de – 3 ° C castigava bastante. Já perto do Jjimjilbang, decidimos comer em um restaurantes, aliviados com a proximidade do nosso destino. Jantamos e mesmo com dificuldade em nos comunicar, já que não falam muito bem inglês, conseguimos bater um bom papo e saber o que cada um faz. Aquele papo trivial que sempre rola no primeiro encontro. Quando chegamos ao Jjimjilbang foi como um balde de aguá fria receber a notícia de que ele fechava ás 23h. Já era 22h. Além de voltar a pedalar no frio com o corpo já frio novamente, eu sabia que teríamos de pedalar mais 28 km para encontrar o próximo Jjimjilbang, caso contrário teria que gastar uma boa grana em um dos hotéis de luxo da cidade. Enquanto eu buscava um lugar barato nos aplicativos Hoteis.com e Bookung.com sem sucesso no meu celular, meus amigos conversavam entre eles e faziam o mesmo. Minutos depois, acharam um hotelzinho e me convidaram para dividir um quarto US$ 5 mais caro que o Jjimjilbang a apenas 1.5 km. Um achado!

IMG_2231

Eu, Jaekang, Keanha e Minbum em Gumi Coréia do Sul. Garotada nota 10!

 

2 comentários em “A incrível hospitalidade dos coreanos

  1. Carla disse:

    Muito legal!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s