Exposição Fotográfica e Degustação Gastronômica Ásia by Bike em Cingapura

Pedalando e fotografando...

Pedalando e fotografando…

Na minha primeira passagem por Cingapura conheci Jiu Jian, coordenador de um programa de compartilhamento de arte e cultura de uma rede de hotéis da cidade chamado Clover Hotel. Jiu Jian dividiu um quarto de albergue comigo e mais duas pessoas e foi inevitável que trocássemos umas ideias. Aquele blá blá blá de sempre de quem viaja e se tromba nos albergues… Qual o seu nome? De onde você é? Quantos dias vai ficar na cidade? O que já visitou ou o que te interessa conhecer? Um diálogo informal que serve para ver se rola uma identificação e possivelmente uma companhia para dar um rolê pela cidade. Muitos acabam virando amigos e sempre fica aquela sensação de carinho na despedida vindoura. Talvez nunca mais nos vemos, mas de vez em quando rola uma amizade legal! Aconteceu isso comigo já várias vezes na viagem e o facebook ajuda bastante. Vira e mexe tem um recadinho de alguém perguntando como e onde estou, e tudo mais! Já conheci muita gente legal assim! No duro!

Com o Jiu Jian foi um pouco diferente. Ele é daqui mesmo de Cingapura e estava no albergue por que estava trabalhando ali perto. Resumindo o negócio, ele gostou muito da minha maneira de viajar, valorizando o desafio, a cultura, a fotografia e a gastronomia e sugeriu um suposto trabalho… dizendo que não era nada certo mas que ele iria bolar algo e se rolasse entraria em contato. Legal! Desencanei e segui viagem…

Pedalando e aprendendo...

Pedalando e aprendendo…

Depois de um tempo ele me escreveu perguntando se poderia contar comigo na comemoração de aniversário da rede de Hotéis. E assim fomos conversando e amadurecendo a ideia. Ontem voei de Sydney para Cingapura e amanhã inauguro uma mini exposição fotográfica e vou preparar um salmão para a imprensa local. No sábado,  rola a mesma coisa para o público em geral. Fica aí o convite para todos os amigos que fiz por aqui!

Para saber mais: https://www.facebook.com/events/1520829974798365/

 

Outback Australiano – Muito mais que um simples deserto

A região desértica e semi-árida da Austrália é conhecida como Outback e cobre boa parte do interior do país. O solo é formado por uma grossa areia avermelhada. Apenas uma vegetação rasteira e alguma árvores muito resistentes são capazes de sobreviver ali, no entanto suas reservas de ferro, alumínio, urânio, chumbo, níquel, zinco e até ouro em menor quantidade, trazem imensa riqueza para o país.

Eu fui para o Outback para visitar o Parque nacional de Uluru e  Kata Tjuta, Patrimônio Mundial da Unesco que fica na minúscula cidade de Yulara.

Também conhecido como Ayes Rock, Uluru é um monólito ( estrutura geológica formada por uma única pedra ou rocha) no meio de uma enorme planície que lembra ao longe um gigantesco formigueiro. Por considerar a formação sagrada, os Anangus (aborígenes locais), não autorizam fotografar uma das faces da rocha que apresenta uma formação similar a um cérebro e tentam persuadir os visitantes a não escalar, embora não exista a proibição de se chegar ao topo. Segundo a lenda, há várias histórias de turistas que levaram para casa um pedaço do Monte Uluru e devolveram a lembrança alegando que traria azar. Eles dizem que foram amaldiçoados por levar uma parte do monumento, considerado sagrado para os aborígenes. O Parque responsável pela administração do monte, diz receber um pacote por dia, enviado de várias partes do mundo, com uma amostra do Uluru e um pedido de desculpas.

O Uluru apresenta uma variação notável de coloração de acordo com o horário do dia, em especial ao nascer e por-do-sol. O monte possui ainda inúmeras fendas, poços com água, cavernas e pinturas antigas.

 

Parque Nacional de Uluru.

Parque Nacional de Uluru.

 

O Kata Tjuta, também conhecido por Monte Olga, é uma formação rochosa formado por 36 domos ou cúpulas tão bonito e exótico quanto Uluru.  Em uma caminhada de 2 ou 3 horas pelo conglomerado de enormes rochas vermelho-ferrugem, é possível ver um pouco da fauna e da flora do semi-árido australiano.

 

Kata Tjuta - Outback - Austrália

Kata Tjuta – Outback – Austrália

Kata Tjuta - Outback - Austrália

Kata Tjuta – Outback – Austrália

Kata Tjuta - Outback - Austrália

Kata Tjuta – Outback – Austrália

Fauna do semi-árido australiano.

Fauna do semi-árido australiano.

Flora do semi-[arido australiano.

Flora do semi-[arido australiano.

Flora do semi-[arido australiano.

Flora do semi-[arido australiano.

Blue Mountains National Park

Blue Mountains National Park  é um parque natural que está situada a 60 km de Sydney e faz parte da Great Dividing Rangers, a maior cadeia montanhosa da Austrália.

O ponto alto do passeio é  cruzar de teleférico um imenso desfiladeiro com vista para o belíssimo vale, para uma cachoeira, que pela falta de chuva não estava tão atraente como deveria e para as 3 Sister (3 Irmãs), uma formação rochosa com três picos enfileirados que supostamente lembram 3 freiras rezando.

Neste passeio também tive a oportunidade de encontrar os 3 principais personagens da Austrália: Aborígenes, Cangurus e Coalas…

 

3 Sister - Blue Mountains - Austrália

3 Sister – Blue Mountains – Austrália

Queda d´água em Blue Mountains

Queda d´água em Blue Mountains

Eu na terra dos aborígines.

Eu na terra dos aborígines.

Na terra do coala.

Na terra do coala.

Eu na terra do canguru.

Eu na terra do canguru.

Um pouco mais da exuberante Sydney!

Sydney é a cidade mais populosa da Austrália com 4,5 milhões de habitantes. Fundada em 1788, essa ¨jovem¨ cidade é muito conhecida pela fantástica Ópera House, pelo porto e pela lindíssima Harbour Bridge. Parques, baías, rios e enseadas dão um contorno especial a cidade compondo um lindo cenário com largas avenidas,  prédios em tons pastéis e arranha-céus envidraçados. Lojas sofisticadas, bares, restaurantes e cafés e uma atmosfera vibrante com estilo de vida ao ar livre. Aliás, o povo australiano sabe aproveitar a vida no seu dia a dia! Vejo muita gente fazendo atividade física, usando a bike como meio de transporte, indo surfar, dando rolê de skate, pescando, tomando cerveja com os amigos ou simplesmente curtindo o por-do-sol, que pelo menos nessa época do ano é sensacional. Não se preocupam com a jeito de se vestir, e a maneira descontraída de levar a vida é caracterizado com o ¨no worries¨ (não se preocupe), que sempre sai da boca de um australiano em um tom amigável.

Se perder pela cidade, fazer algumas fotos e comer um prato típico! Ahhh Sydney… mais uma cidade que vai deixar saudade!

 

 

Foto da Harbour Bridge feita do Jardim Botânico.

Vista da Ponte da baía de Sydney do Jardim Botânico.

Ópera House - Sydney

Ópera House – Sydney

Circular Quay

Circular Quay

Pyrmont Bridge - Darling Harbour - Sydney

Pyrmont Bridge – Darling Harbour – Sydney

Darling Harbour

Darling Harbour

Sydney

Sydney

Caranguejo Mud

Fish Market e um delicioso caranguejo Mud de 2 kg.

Charmoso bairro The Rocks

Charmoso bairro The Rocks

Bairro The Rocks

Bairro The Rocks

Mais uma foto do Ópera House

Mais uma foto do Ópera House