Jakarta – Capital da Indonésia

Estou hospedado na casa de Hadi, um membro do Couchsurfing (site de hospedagem) que passou a ser minha principal ferramenta para achar acomodação. Essa estratégia além da economia, me coloca em contato direto com o povo local. Ver as crianças se arrumando e chegando da escola, o dia a dia da dona de casa, o preparo das refeições… é muito legal acompanhar e de alguma forma participar da cultura local.

Hadi

Hadi

A Indonésia é formada por 17.508 ilhas, possui mais de 740 línguas e dialetos e mais de 300 grupos étnicos.  É possível ver uma sinopse da cultura indonésia no Taman Mini Indonésia Indah, um parque nacional que é uma das principais atrações de Jakarta. O parque expõe aspectos da vida diária e da arquitetura das províncias provenientes das diferentes regiões do país. O parque é enorme, talvez um dia não seja suficiente para ver tudo. A ideia de apresentar a Indonésia em pequena escala foi concebida pelo ex-primeira dama indonésia, Siti Hartinah, mais conhecido como Tien Suharto em 13 de março de 1970, com o objetivo de cultivar o orgulho nacional dos indonésios.

 

Aspectos arquitetônicos em Taman Mini.

Aspectos arquitetônicos em Taman Mini.

Taman Mini Parque.

Taman Mini Parque.

Taman Mini Parque.

Taman Mini Parque.

Jakarta tem um trânsito infernal! Preferi o transporte público ao invés de pedalar para visitar a cidade. É muito parecido com São Paulo, com o curioso fato de que homens e mulheres viajam separados nos ônibus. As mulheres vão na frente e os homens vão atrás. Em uma das viagens que fiz os homens se espremiam do meio para trás enquanto as mulheres viajavam com um certo conforto do meio para frente.

Homens e mulheres viajam separadamente nos ônibus em Jakarta.

Homens e mulheres viajam separadamente nos ônibus em Jakarta.

 

Outro ponto muito visitado em Jakarta é o monumento nacional, conhecido como Monas (1975). Uma torre com 132 metros de altura construída para comemorar a luta pela independência do país. Do alto da torre é possível ter uma boa visão da cidade e no subsolo um museu conta a história da luta política da Indonésia.

Monumento nacional de Jakarta - Monas

Monumento nacional de Jakarta – Monas

 

Vista do alto da torre de Monas.

Vista do alto da torre de Monas.

 

Também tive tempo de visitar o maior mercado da cidade, o Pasar Induk (Mercado Mãe). Nunca havia visto tanta pimenta na vida. O cheiro forte impregna no nariz e em pouco tempo o olho começa arder e lacrimejar. Na verdade foi um dos lugares que mais gostei de visitar em Jakarta apesar da imundice. Tudo que é descartado é jogado no chão e a sujeira e o mal cheiro prevalece. O mercado funciona 24h e o frenesi não para. Ótimo lugar para fazer fotos, embora seja relativamente escuro.

Mercado de Pasar Induk.

Mercado de Pasar Induk.

Vendedor de pimenta orgulhoso em Mercado de Pasar Induk.

Vendedor de pimenta orgulhoso em Mercado de Pasar Induk.

Mercado de Pasar Induk.

Mercado de Pasar Induk.

Mercado de Pasar Induk.

Mercado de Pasar Induk.

Cesto de pimenta em Mercado de Pasar Induk.

Cesto de pimenta em Mercado de Pasar Induk.

Senhora no Mercado de Pasar Induk.

Senhora no Mercado de Pasar Induk.

 

No entanto, para quem gosta de fotografar pessoas e momentos, foi nas ruas que tive as melhores oportunidades. Veja algumas fotos que fiz de relance.

Estudantes pousando para foto na fila do elevador em Monas.

Estudantes pousando para foto na fila do elevador em Monas.

 

Fumante na feira.

Fumante na feira.

Vendedor de chapéus.

Vendedor de chapéus.

Típica Indonésia na feira.

Típica Indonésia na feira.

Crianças varrendo a frente da escola.

Crianças varrendo a frente da escola.

Criança na escola.

Criança na escola.

 

 

11 comentários em “Jakarta – Capital da Indonésia

  1. Vinicius disse:

    Animal, adorei as pimentas!!! Deu água na boca, se isto é possível com pimenta!!!!

  2. Miss china disse:

    Adooorooo ler seus textos! Dmais! Parabens pela experienci unica!
    As fotos estao maravilhosas!!!
    Bjs

  3. Miss china disse:

    Vc podia criar um instagran , nao?

  4. Sérgio Campos disse:

    Joia a descrição! Como ficou seu seguro? Não tive mais notícias! Abrs

    • atmagalhaes disse:

      Oi sergião… nada de renovação e nada de nova aquisição… nenhuma seguradora aceitou meu pedido dizendo que já estou em viagem…
      Vou ver um aqui na oceania… vamos ver…
      Abrc

  5. Cynthia disse:

    As fotos ficaram demais!
    Parabéns!
    Bjs

  6. Camila Guido disse:

    Texto e fotos muito legais!!

    Aurélio, além do Couchsurfing, você conhece o Warm Showers (https://pt.warmshowers.org/) e o The Hospitality Club (http://www.hospitalityclub.org/)? O Warm é para cicloviajantes e o Hospitality é como o Couchsurfing. Só tive experiências com o Couchsurfing, mas já ouvi bons comentários sobre os outros dois… E o que chamou minha atenção no Warm é o fato de ser só para cicloturistas.

    Beijos!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s