Quem tem preguiça paga caro no banho!!!!

Venho pedalando duro já á 3 dias para chegar, se não no meu principal objetivo que é a divisa com a Rússia, no mais difícil deles, Nordkapp, o ponto mais ao norte da Europa.

Nordkapp aparece pela primeira vez na placa


No primeiro dia, quando deixei Alta com destino a Skaidi escalei duas grandes montanhas, 250m e 385m acima do nível do mar, sempre com o vento contra e gelado. Um raro dia que não vi o mar. Pedalei em um planalto lado a lado com o gelo. Muitas renas no caminho. Quase nada de interessante. Um dia chato na verdade! Estou na região de Finnmark, a menos povoada da Noruega. Pela primeira vez dormi em um hotel sem internet. Quando questionei o Marroquino que trabalha na recepção do hotel, ele respondeu: _ No internet acsses… Sorry! You are in Finnmark my friend!

A coisa que já não estava muito boa piorou no caminho de Skaidi até Russenes. O sol já não brilhava e o vento aumentou consideravelmente vindo de nordeste. Segundo os noruegueses é o vento mais gelado que se pode obter nesta região. Escalei outra montanha de 238m para depois alcançar o nível do mar em Russenes.
Sem saber as condições do tempo, já que estava sem internet, cometi o erro de ficar em Russenes. Minha idéia inicial era chegar a Repvag, onde estou agora. Seria mais 45 km. Depois de comer, fiquei com preguiça e resolvi descansar em Russenes. Uma bela refeição e uma noite longa de sono custou caro!
Quem pedala não pode ter preguiça meu amigo! Acordei 6:30h, esperei pelo café da manhã as 8:00. Uma depois já estava na estrada. Pedalei os 45 km mais difíceis da minha vida para chegar a Repvag. Vento gelado, 13m/s, direto no meu nariz. Para piorar, chuva! Muita chuva!
Cheguei batendo os dentes de frio. O hotel estava fechado. Dei sorte de achar a última chave disponível.

Sorte de pegar a última cabine disponível


Guardei minhas coisas dentro da cabine e corri para o banho, ainda tremendo. A zona de banho fica fora da cabine, cerca de 25 m. Tirei minha roupa e quando entro no boxe percebo que água quente só a base de moedas. Kr 10 por 6 minutos. Pergunta se eu tinha moedas? Claro que não! Quem pensa em pegar moedas para tomar banho tremendo de frio. Coloquei a roupa gelada novamente e voltei correndo para a cabine. Coloquei o aquecedor no máximo e liguei o fogareiro elétrico entre meus pés. O vento lá fora fazia a cabine balançar. Sem brincadeira!!! Quando me preparava para tirar a roupa molhada e colocar uma seca, mesmo sem banho, lembrei-me de um troco que recebi quando comprei um refrigerante alguns dias atrás e simplesmente joguei dentro do alforje dianteiro da bicicleta. Ufa! Achei! Duas moedinhas de Kr 10. 12 minutos de banho quente! Delícia!

If you are the lazy type you may pay high for a bath!!!

I have been pedaling hard for 3 days to get to one of the main goals of the trip which is by the way, probably the toughest one, Nordkapp, Northernmost point in Europe. The main goal is to get to the border with Russia.
On the first day, when I left Alta going to Skaidi I climbed two high mountain, 250m and 385m above sea level, always with the cold wind blowing against me. One of the few days I don’t see the sea. I pedaled on a plateau side by side with the ice. A lot of reindeers on the way. Almost nothing interesting. A really boring day! I am at the region of Finnmark, the least inhabited place in Norway. I slept in a hotel without internet for the first time. When I asked the Marrocan who works in the reception of the hotel, he answered: – No, internet acesses… Sorry! You are in Finnmark my friend!
The situation which wasn’t very good got even worse on the way from Skaidi up to Russenes. The sun no longer shone and the wind coming from the northeast blew even stronger. According to the Norwegians its the coldest wind in the region. I climbed another mountain of 238m before reaching the sea level in Russenes.
I didn’t know the weather forecast, once there was no internet, so I made the mistake to stay in Russenes. The first idea was to get to Repvag, where I am now. There would be still 45 km more. After eating. I got lazy and decided to rest in Russenes. A nice meal and a long sleeping night cost me a high price!
The ones who pedal can’t get lazy my friend! I woke up at 6:30h, waited for the breakfast at 8 am. An hour later I was on the road again. I pedaled the hardest 45 km of my life to get to Repvag. There was an icy wind, 13m/south, straight into my nose. To make things even worse, the rain! A lot of rain!
I arrived shivering with cold The hotel was closed. I was lucky enough to take the last key available.
I kept my things inside the cabin and run for the bath, still shivering The bathing area is outside of the cabin, about 25 m away. I took off my cloth and when I entered the box I noticed that the hot water was only released by inserting coins. Kr 10 for 6 minutes. Guess, did I have any coins on me? Of course not! Who would think about bringing coins shivering the way I was. I put on the freezing cloth again and run back to the cabin. I turned the heater on the maximum heat and turned on the electric small stove between my feet. The cabin was bouncing because of the strong wind outside. No kidding !!! When I was getting prepared to take off the wet cloth and put on a dry one, not even having taken a bath, I remembered of a change I had received when I bought some soft drinks some days before. I had simply thrown the coins inside the bike’s saddlebag. Wow! I found them! Two little coins of Kr 10, 12 minutes of a hot bath! Delicious!

9 comentários em “Quem tem preguiça paga caro no banho!!!!

  1. Adriana disse:

    Ai que agonia!!! Fico torcendo por dias mais quentinhos!!!
    Bjo

  2. Monize disse:

    Essas moedinhas sempre salvam nossa vida! uahuahuah
    Beeeijos e boa sorte!!

  3. Edson Parise disse:

    Oi Aurélio, sabe aquela história de se comprar os CD´s para depois comprar o Player, pois é, eu li nos livros do Amy Klink que é tradição norueguesa se colocar uma moedinha de 1 öre na base do mastro dos veleiros. Se vc quiser me trazer uma de presente… já o veleiro (meu grande sonho) eu vou ter que comprar depois. rs
    Abraços,
    Edson da Márcia

  4. Rosangela disse:

    ååå que lugar horrível!!! na próxima volta pra cá.. hehe. Noruegues adora natureza, mas qd se trata desse vento que vem do norte..grrrrr.. esse judia.. Mas o tempo vai melhora pra vc..
    Sorte ;D bjos

  5. nona disse:

    tenho torcido pelos dias mais quentes
    bjs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s