Resumo os 4 dias que fiquei sem internet.

Alguns dias sem acesso á internet… tenho muito o que contar…

01/06
Meu dia começou com um emocionante passeio de lancha sobre a Saltstraumen oferecido pelo dono do hotel em que me hospedei. Muito emocionante sentir o turbilhão vindo debaixo e chacoalhando a lancha. A força da água impressiona.

Passeio em Saltstraumen

Turbilhao em Salttraumen

Com a possibilidade de fazer o passeio sabia que não teria tempo para pegar o navio em Bodo para a Ilha de Lofoten como estava no meus planos. O vento soprava contra. No entanto a rota era relativamente plana e por um minuto consegui embarcar. Fui o último a entrar no navio gracas à bondade de um funcionário que reabriu a cancela que já estava fechada. Conversamos aos berros. Ele estava dentro da embarcação pronto para içar a plataforma de conexão.

Embarque para Ilha de Lofoten

Outro funcionário me ajudou a puxar o trailer para dentro. O navio zarpou antes mesmo de eu descer da La Macchina.

Embarque para a Ilha de Lofoten

A viagem durou cerca de 4 horas. Tempo suficiente para conhecer Åsne. Norueguesa de Oslo, Åsne vei passar o final de semana na casa de Ole Christian seu amigo de escalada proprietário a Lofoten Outdoor, empresa especializada em esportes de aventura. Gentilmente me ofereceram hospedagem.

Ole Christian e Åsne em Å

Antes mesmo de desembarcar na Ilha notei a beleza e a imponência de suas montanhas.

Lofoten vista do navio

A ilha exala um suave aroma de bacalhau. Eles estão secando ao ar livre por todas as partes nesta época do ano.

A maior cabeca de bacalhau que encontrei. Presente para a minha mãe!

Bacalhaus secando ao ar livre

Depois de nos apresentarmos, tomei um banho e saimos para acompanhar um eclipse e acontece a cada 73 anos. Ele começou 23:20h. O sol estava baixo no horizonte nos brindando com um belo espetáculo colorindo o céu e as nuvens. Mais uma vez me emocionei nesta viagem…

Sol da meia noite em Lofoten

02/06

Escaladores experientes, Åsne e Ole Christian acabaram me convencendo a escalar a Gandalf Wall que fica em Henringsvaer, cidade próxima a Svolvear.
Passamos na sede da Lofoten Outdoor situada na cidade de Å, ao sul a ilha, e seguimos viagem ao pé a montanha.Click para conhecer Armamos acampamento, fizemos um rápido lanche, preparamos os equipamentos e lá fomos nós. Ou melhor, lá foram eles e eu atrás, me sentindo completamento perdido sem nenhum entrosamento com os equipamentos. 20:30h. Estava preocupado e excitado vendo o paredão à minha frente.
Na caminhada de cinco minutos entre o acampamento e o pé a montanha ainda não estava muito confiante em escalar. Meus dois novos amigos me passaram total confiança.

Meus amigos analizando a montanha

Ole Christian na escalada

Primeiro estágio a escalada

Vista da montanha

O resultao foi uma das mais emocionantes jornadas da minha vida. Sem técnica alguma, fui vencendo centimetro á centímetro os 110 m de montanha. Um visual sensacional e a certeza de conseguir controlar o medo e a anciedade. Atingimos o objetivo 23:15h. No topo da montanha, mais uma vez fiquei emocionado.

Eu, Åsne e Ole Christian... objetivo alcancado

03/06

Hoje o tempo não ajudou. Choveu e ventou bastante. Quando a chuva deu um tempo, desmontamos acampamentos,e retornamos a casa de Ole Christian que fica em Reine. o caminhos visitamos o museu Viking da ilha de Lofoten.

Museu Viking

Meus novos amigos me prestigiaram com lingua de bacalhau. Uma iguaria muito apreciada pelos moradores da ilha. Uma delícia!

Lingua de bacalhau

04/06

Falando sobre o tempo, hoje foi o o pior dia. Minha intenção era deixar Reine e meus novos amigos e seguir viagem. A chuva e o vento não permitiram. Choveu granizo e o vento chegou a 15 m/s.
Percebo que no períoo da noite o tempo melhora na maioria dos dias. Como o sol não se esconde mais, estou pensando seriamente em trocar o dia pela noite. Talvez venha ser uma boa opção esperar o melhor horário para pedalar.
Hoje foi dia de provar carne de baleia defumada. Com gosto forte e um pouco salgada, lembra a nossa carne seca. Perfeita para acompanhar uma cervejinha.

Reine - foto do meu capacete

Summary of 4 days without internet

After a couple of days without accessing Internet, I have a lot to tell…

June 01
First thing in the morning we went for an exciting boat ride on the Saltstraumen offered by the owner of the hotel where I stayed. It was very exciting to feel the vortex coming from under the boat and shaking it. The water power was amazing.
Because of the possibility of going on the ride I knew I wouldn’t have time to take the ship in Bodo to the Island of Lofoten as it was on my plans. The wind was blowing on the opposite direction. However the route was quite flat and I could get on board on the last minute. I was the last to get on the ship thanks to the kindness of an employee that opened the gate that was already closed. We could only talk to each other shouting. He was inside the ship ready to hoist the connection platform.
Another employee helped me pull the trailer inside. The ship went on sailing even before I got off the La Macchina.
The trip lasted about 4 hours. Time enough to meet Åsne, the Norwegian from Oslo. Åsne will spend the weekend at Ole Christian’s house, her climbing colleague who has a company specialized in adventure sports, the Lofoten Outdoor. They kindly invited me to stay there.
Even before landing on the Island I noticed the beauty and imposingness of its mountains.
There is a sweat codfish smell in the island. At this time of the year they are hanging to dry outdoor everywhere.
After we were introduced, I took a bath and we went out to see an eclipse that occurs in every 73 years. It started at 9.30 pm. The sun was low on the horizon celebrating on a beautiful show coloring the sky and the clouds. Once more I was thrilled during the trip…..

June 2nd

Experienced climbers, Åsne and Ole Christian ended up convincing me to climb the Gandalf Wall in Henringsvaer, a city close to Svolvear.
We passed at the head quarters of Lofoten Outdoor in Åsne, at the south of the island, and walked to the mountains. We set up the tents, had a snack, prepared the equipment and there we went. Or even better, there they went and I followed behind, feeling completely lost without any experience with the equipment. At 8.30 pm I was worried and excited looking at the big wall in front of me.
During the 5 minutes we walked from the camping to the mountain foot I wasn’t very confident about climbing. But my new friends made me feel totally confident.
The result was one of the most exciting journeys of my life. Without any skill, I overcame each centimeter of the 110 meters of the mountains. A sensational view and find out that I could control the fear and the anxiety. We reached our goal at 11.15pm. At the top of the mountain, once more I was very thrilled.

June 3rd

Today the weather didn’t help much. It rained and the wind was blowing hard. When the rain gave us a break, we disassembled the tents, and returned to Ole Christian’s house in Reine. On the way we visited the Viking museum in Lofoten Island.
My new friends honored me with codfish tongue. A dish very appreciated by the island dwellers. Delicious!

June 4th

In terms of weather, today was the worst day. My intention was to leave Reine and my new friends and go on the trip. The rain and the wind didn’t allow me. It rained hail and the wind was blowing at up to 15 m/s.
I noticed that at night the weather gets better in most of the days. As the sun never sets, I am seriously thinking of changing daytime per nighttime. Maybe the best option will be to wait for the best time to start pedaling.
Today I tested smoked whale meat. The taste is strong and it is a bit salty, it reminds our dry meat (jerky beef). It goes perfectly well with beer.

15 comentários em “Resumo os 4 dias que fiquei sem internet.

  1. allex2501 disse:

    Essa Lingua de Bacalhau é boa?

  2. Elaine disse:

    Nussssssss!!! Que aventuraaaaaa…Viajo nos seus relatos…Com certeza tô na sua garupa…rsrsrs!!!! Se cuida mocinho!!! Bjs.

  3. Adriana disse:

    Ah! Agora sim! Boa pedalada!
    Bjos, se cuida

  4. Sérgio de Siqueira Campos disse:

    Quantas emoções nessa aventura não é meu camarada? Abrs. saudosos! veja no Facebook, nosso encontro Ratatouille! Abraços confrade Sérgio!

  5. nona disse:

    agradeco a foto Vou mostrar para tadas as minhas amigas que tb querem ver a cabeca do bacalhau
    As fotos estao lindas e te acompanho todos os dias
    bjs saudades

  6. Tia Dira disse:

    NOSSA TATO, GELEI QDO VI A FOTO VC SENTADO NA PONTA DA PEDRA NAQUELA ALTURA.CUIDADO! FOTOS MARAVILHOSAS! QTO A FOTO DA CABEÇA DO BACALHAU, NOSSA JÁ TIREI UMA CÓPIA, A MÃE ESTA SEM IMPRESSORA, VOU IMPRIMIR PRA ELA,QDO VOLTAR DA PARAIBA.CUIDADO. FIQUE COM DEUS.PARABÉNS PELO RELATO,
    ESTAMOS VIAJANDO JUNTOS E CURTINDO!
    BEIJOS

  7. Tati Mello disse:

    Sensacional tudo menos a língua… rs

  8. Luciano DPaschoal disse:

    Ei meu irmao !!! Olha só quem apareceu por aqui ! rs
    Vê se traga umas receitas bem legais pra gente fazer os testes quando voltar
    Nem preciso dizer como to orgulhoso de vc né !!
    Te cuida e nos vemos em Setembro
    Abração
    Luciano

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s