Os noruegueses e a natureza

A adoração norueguesa pela natureza é um ingrediente vital na identidade nacional do país. Mais da metade da população tem acesso a uma cabana. As escolas organizam dias de esqui obrigatórios anuais e a maior parte dos cartões postais produzidos pela indústria turística possui cenas da natureza em lugar de atrações culturais.
A maior parte dos noruegueses mora em casas ou apartamentos grandes, equipados com todos os aparelhos elétricos que se possa imaginar. Ainda assim, é atribuído um grande valor à proximidade com a natureza e a um estilo de vida simples. Um fato curioso é que o filósofo mais conhecido da Noruega, Arne Næss, fundador do movimento de ecologia profunda, passa a maior parte do seu tempo em uma cabana rústica e geograficamente isolada nas montanhas entre Oslo e Bergen. E está longe de ser o único. Milhares de noruegueses passam os fins-de-semana e os feriados em cabanas familiar, que, em condições ideais, deverá estar situada num local desabitado e cercada pela paisagem incólume das montanhas.
As caminhadas e passeios a pé são um modo de sair da casa, como os noruegueses costumam dizer. “Deixa-se para trás a civilização e todos os seus confortos e depravação para entrarmos em contato com o nosso eu interior e sentirmo-nos pessoas autênticas”. As caminhadas e passeios podem ser efetuados num dia de semana depois do trabalho, mas normalmente trata-se de uma atividade de fim-de-semana. Uma tabela normal para medir o sucesso de um passeio é o número de pessoas que se encontra pelo caminho. Quanto menos pessoas, mais bem-sucedido será o passeio.
A adoração pela natureza na Noruega tem muitas facetas.
É oficial e tem uma faceta política; a natureza incólume é um símbolo nacional.
É privada e está associada aos rituais familiares, tal como a vida numa cabana. Mas também é pessoal e individual, e nesta área a veneração da natureza tem laivos claros de religião. A religião estatal na Noruega é a fé Luterana, mas a veneração da natureza encontra-se também fortemente enraizada.

2 comentários em “Os noruegueses e a natureza

  1. JAIR CÉSAR PINTO DE AGUIAR disse:

    É isso ai Aurélio, parabêns pela coragem de encarar este desafio, firme na pedalada, concentração e fé, no final vai ser compensador pela alegria de cumprir a missão, alem de ter muita história para contar. Vá em frente estou torcendo por voce.
    Um Abraço,
    Jair Cesar (Sindicato dos Bancários de Marília)e tambem Maratonista.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s